Vacinação durante a gravidez


Fonte: Ministério da Saúde

A gravidez é uma fase delicada na vida de uma mulher, onde seu organismo passa por importantes mudanças fisiológicas. Durante esse período é preciso que haja um ambiente interno favorável para o pleno desenvolvimento do sistema neural do feto. Pesquisas têm mostrado que fatores ambientais, como a exposição da gestante a agentes imunogênicos como vírus influenza A (H1N1), toxoplasma, LPS, dentre outros, podem alterar a ação de sinalizadores celulares no cérebro fetal e assim promover mudanças em estruturas neurais importantes para o comportamento e cognição.

A vacinação é uma importante estratégia de saúde pública, por representar uma oportunidade de prevenção de doenças e erradicação de inúmeras delas. Entretanto, a vacinação em gestantes deve ser analisada de forma criteriosa. Embora algumas campanhas vacinais incluam as gestantes como grupo de risco e com prioridade na vacinação, muitas vezes o próprio fabricante da vacina não recomenda que seja usada em gestantes, como é o caso da vacina contra a influenza A (H1N1), por ainda faltarem dados que excluam o risco de comprometimento da saúde do feto. Neste sentido, pesquisas que busquem elucidar o efeito das vacinas durante o período gestacional sobre o desenvolvimento do feto, são de extrema relevância. Alunos do curso de Enfermagem, Biologia, Biomedicina e Biotecnologia realizam pesquisas nessa área, no laboratório de Fisiologia do ICBIM/ UFU, sob orientação das professoras Erika Neiro e Vanessa Spini.


Amanda Soares Lima

Graduanda em Biomedicina

ICBIM - UFU

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo