Histórico da Excelência do PPIPA



O PPIPA foi recomendado pela CAPES em 31 de outubro de 1991, inicialmente na modalidade Mestrado Acadêmico, deliberado pelo então Grupo Técnico Consultivo, que, hoje, corresponde ao Conselho Técnico Científico da Educação Superior (CTC-ES). As atividades foram iniciadas no primeiro semestre de 1992 e o curso foi reconhecido pelo Conselho Nacional de Educação do Ministério da Educação (CNE/MEC) através da portaria 490, de 27 de março de 1997. Já o curso de Doutorado Acadêmico foi recomendado pelo CTC-ES no ano de 2000, com início de suas atividades. As renovações do reconhecimento de ambas as modalidades têm sido homologadas periodicamente pelo CNE/MEC, cujo último parecer formalmente publicado refere-se à Avaliação Quadrienal de 2021, em que o Programa obteve conceito 7, nota máxima.


No que diz respeito aos diferentes ciclos de avaliação, o curso de Mestrado iniciou-se já com nota 4. A partir do momento em que as primeiras teses de doutorado foram sendo defendidas, o PPIPA evoluiu para nota 5. Os resultados da Avaliação Trienal 2013 e da Quadrienal 2017 atribuíram nota 6, conferindo-lhe o grau de programa de excelência acadêmica comparável aos melhores programas de pós-graduação no exterior.


O Programa conta com uma área de concentração - Imunologia e Parasitologia Aplicadas – estando atualmente estruturado em quatro novas linhas de pesquisa com os respectivos projetos relacionados: 1. Biologia das interações entre patógenos e seus hospedeiros; 2. Epidemiologia das doenças infecciosas e crônico-degenerativas; 3. Imunobiologia dos processos alérgicos, autoimunes e tumorais e 4. Biotecnologia empregada no diagnóstico e controle de doenças.


Busca-se, dessa forma, uma contínua evolução dos objetivos do Programa, ao se estabelecer uma articulação e coerência com a contemporaneidade da área de concentração, bem com o dimensionamento e aderência das linhas de pesquisa e projetos em andamento.


Em síntese, ao longo desses 30 anos de atividade do PPIPA, o mais gratificante é poder observar que esse Programa está cumprindo fielmente com seus objetivos, de formar recursos humanos altamente qualificados para a docência, pesquisa e atividades em cargos de relevância para a saúde, educação e empreendedorismo. De fato, o PPIPA já titulou mais de 140 doutores e 270 mestres, dentre os quais há centenas de egressos bem-sucedidos que estão hoje em atividade por todo o país ou até mesmo no exterior.








Profº. Dr. José Roberto Mineo

ICBIM

UFU


Imagem adaptada de <hyyps://pippa.icbim.ufu.br>

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo