Entrevista: ’’Tudo sobre a Febre Amarela’’



O que é a Febre Amarela?

Doença infecciosa, não transmissível entre pessoas, causada pelo vírus da Febre Amarela que é transmitido por um mosquito. No caso da Febre Amarela silvestre, pelo mosquito do gênero Haemagogus sp., e da Febre Amarela urbana, pelo Aedes aegypti.


Quais os motivos do ressurgimento dessa doença?

A cada 8 anos, em média, a Febre Amarela aumenta sua incidência. No Brasil, o último aparecimento em larga escala, foi em 2008, retornando a partir de 2016. A Febre Amarela atingiu uma área onde não havia vacinação permanente, o que explica o grande número de casos, como as regiões de Minas Gerais, Espírito Santo e regiões próximas de São Paulo.


Quem pode se vacinar contra a Febre Amarela?

Todos entre 9 meses e 59 anos de idade. Acima de 59 anos, avalia-se o risco/benefício desta vacinação caso a caso.


Quem não pode se vacinar contra a Febre Amarela?

Menores de 9 meses, apenas em situações muito especiais; pessoas acima de 59 anos; quem possui a Doença do Timo; alergia a ovo e/ou imunossuprimidos. Pacientes que foram submetidos a transplante e estão em imunossupressão não devem ser vacinados contra a Febre Amarela, a menos que o risco seja muito menor que o benefício. Há alguns anos, o Governo estimulava a vacinação de 10 em 10 anos. Posteriormente passou-se a trabalhar com apenas 2 doses na vida, e, recentemente, após uma avaliação da Organização Mundial de Saúde, regulamentou-se que deve ser tomada apenas 1 vez na vida.


Sobre os macacos e a transmissão da doença:

Macacos não transmitem a doença, eles são vítimas. Eles não transmitem para humanos e também não transmitem entre si. A transmissão da Febre Amarela se dá apenas pela picada do mosquito infectado, seja o Haemagogus sp. na mata ou o Aedes sp. na cidade, quando há o ciclo urbano. Existem outros animais na mata que também são reservatório para a Febre Amarela, mas o macaco é fundamental porque é uma grande vítima da doença. Por ter origem na África, os macacos da América, não são adaptados à Febre Amarela. Na verdade, os macacos têm sintomas até bem mais graves que o homem. Então a presença desses macacos na mata é muito importante, pois quando eles começam a morrer é um sinal que o vírus está circulando e as mortes dos macacos funcionam como um alerta.


Quais os sintomas?

A pessoa infectada tem: febre, dor de cabeça, mal-estar, dor muscular, por 3 ou 4 dias. Esta primeira fase é semelhante à gripe, dengue ou outras doenças virais. Na maioria das pessoas, a doença irá se curar dentro deste prazo sem maiores problemas. Um grupo pequeno de infectados terão icterícia, mostrando o sinal do dano hepático, passarão a ter hemorragias e este é um caso extremamente grave. Não existe um tratamento específico. O que é feito é um tratamento de suporte, desta forma, a melhor forma é se prevenir através da vacinação. Só se infecta pelo vírus da Febre Amarela uma vez, pois a doença induz uma imunidade permanente.


A vacina contra a Febre Amarela é perigosa?

Como qualquer medicamento, droga ou vacina, existem efeitos colaterais, poucos, mas quando vacina-se 30 a 40 milhões de pessoas eles aparecem. Os efeitos graves, em sua maioria, ocorrem em pessoas imunossuprimidas, idosos, ou seja, pessoas para as quais não é recomendada a vacinação. É raro tais efeitos em pessoas saudáveis. A Febre Amarela não é motivo de pânico. É um motivo de preocupação em Saúde Pública, e exige uma intervenção imediata dos órgãos responsáveis com o intuito de vacinar a população susceptível.


Entrevista dada à Funfarme, Hospital de Base de Rio Preto, SP.



Prof. Dr. Maurício Lacerda Nogueira, FAMERP, Laboratório Central do Hospital de Base

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo